Notícias

Marketing de conteúdo vs tradicional – o que você realmente precisa saber

01/09/2015

Marketing de conteúdo vs tradicional – o que você realmente precisa saber

Sem publicidade, ninguém saberia sobre os produtos e serviços que você tem para oferecer. Existem algumas maneiras de passar esta informação ao consumidor, como o marketing tradicional e marketing de conteúdo. Um plano de marketing bem desenvolvido incorporará ambas as táticas, mas o desafio é escolher o estilo de publicidade certo para atingir seu objetivo.

Antes de declarar o marketing tradicional como desatualizado ou o marketing de conteúdo como o único caminho a percorrer neste momento, vamos dar uma boa olhada na diferença entre essas duas estratégias.

Canais de marketing tradicionais x canais de marketing de conteúdo

A primeira e mais óbvia diferença entre o marketing de conteúdo e o marketing tradicional é o meio de distribuição.

O marketing tradicional utiliza os seguintes meios para passar sua mensagem:

Propagandas em TV e rádio;
Anúncios em jornais e revistas;
Anúncios em banners;
Mala direta, catálogos, folhetos;
Outdoors e placas.

O marketing de conteúdo utiliza canais de distribuição completamente diferentes. De acordo o Content Marketing Institute, a mídia social é a forma mais popular de publicar conteúdo, com 92% dos comerciantes utilizando esta tática. Outros métodos de distribuição mais populares incluem:

Newsletters por e-mail;
Artigos no site;
Postagens em blogs — Seja em seu próprio blog ou em postagens de convidados;
Infográficos;
Vídeos, webinars e podcasts;
Livros brancos e ebooks.

Ambas as táticas de marketing vêm com a sua quota de vantagens e desvantagens.

Por exemplo, as táticas tradicionais de marketing (particularmente espaço em TV e rádio) oferecem acesso a audiências extremamente amplas. Por outro lado, o custo típico de um comercial de TV de 30 segundos varia de US$397.898 para um espaço no telejornal esportivo Monday Night Football e US$158.411 para a série Grey’s Anatomy.

Em contraste, o marketing de conteúdo custa 62% a menos que os locais tradicionais tornando-se uma opção extremamente viável para pequenas empresas. Contudo, também é muito mais difícil chamar a atenção para algo como um vídeo do YouTube do que um comercial de TV.

Dizer x fornecer

O marketing tradicional é sobre dizer ao público sobre o seu produto ou serviço, por que eles precisam dele, e como obtê-lo. As empresas que usam este método buscam o público demográfico, em uma tentativa de convencê-los a fazer uma compra e fornecer pouco ou nenhum valor em troca.

O marketing de conteúdo tem uma abordagem completamente diferente. Ao invés de colocar suas ofertas diante do consumidor, você está publicando material que o seu público-alvo considera útil ou interessante. Talvez seja um vídeo engraçado, um guia de como fazer ou um estudo de caso inspirador que diz respeito ao seu produto em particular. Com esta abordagem, você está criando uma situação em que você dá ao público algo de valor e se tiver feito o seu trabalho, eles vão voltar para você quando precisarem do seu produto ou serviço.

A Red Bull Stratos Jump é um grande exemplo de conscientização na construção da marca Red Bull com um evento emocionante, em vez de comercializar diretamente sua bebida. E eles acabaram com retorno de investimento impressionante: durante a preparação para este evento, o canal da Red Bull no YouTube ganhou 87.801 assinantes, sua página no Facebook tem mais de 83 mil compartilhamentos, e nos seis meses que se seguiram, as vendas aumentaram 7% (para US$ 1,6 bilhões).

Diálogo x monólogo

O marketing tradicional tende a ser unilateral. Você envia panfletos ou faz um anúncio na televisão e as pessoas vão vê-lo, mas não há nenhuma maneira para que elas interajam com a sua marca. Não há espaço para suas perguntas ou comentários.

O marketing de conteúdo é interativo. Graças à natureza da Internet, essa estratégia oferece uma oportunidade para ter um diálogo com seus clientes (ou potenciais clientes), em vez de simplesmente forçá-los a ouvir o seu monólogo. Este fórum permite que o público pesquise marcas e produtos muito mais facilmente antes de realizar uma compra.

Generalizado x personalizado

Anúncios tradicionais são feitos para serem vistos por vasta audiência. O evento de TV mais assistido na história foi o 2015 Super Bowl, que atraiu um público de 114,4 milhões de espectadores. Porque os canais de marketing tradicionais apresentam públicos tão grandes, e porque os comerciais e anúncios provavelmente são exibidos durante vários meses ou até anos, eles são projetados para atingir um público tão amplo quanto possível.

Por outro lado, uma vez que o marketing de conteúdo é sobre ganhar a confiança do leitor, o conteúdo precisa ser direcionado para um público menor, mais específico, de forma que lhes fale diretamente e lhes dê uma razão para se envolver com ele.

Por exemplo, um anúncio de revista para um centro de jardinagem pode apresentam uma imagem da seleção de plantas, flores e sementes que ele oferece em vez de apelar para um grupo específico de jardineiros. Ela lança a mais ampla rede possível para causar uma impressão em todos, de horticultores a paisagistas, de peritos a iniciantes.

Uma campanha de marketing de conteúdo para o mesmo centro de jardinagem seria bem diferente. Talvez fosse uma série de postagens sobre o cuidado adequado de rosas direcionada a produtores de rosas. Para os paisagistas, você poderia publicar artigos que cobrem notícias do setor e dicas de negócios. Em vez de tentar agradar a um grupo amplo com um tipo de conteúdo, uma campanha de marketing de conteúdo deve fornecer algo de valor para diversos públicos menores.

Estacionário x compartilhável

O marketing tradicional é feito para estabelecer a conscientização por meio da autopromoção e uma vez que ele não tende a oferecer qualquer coisa de valor, não é facilmente compartilhável. Você pode comentar com um amigo para que assista um comercial de TV engraçado, mas você não pode realmente passá-lo para ele (a menos que você o encontre no YouTube, o que então cruza a linha para o marketing de conteúdo).

Com o marketing de conteúdo, uma vez que você ofereceu ao espectador algo engraçado, informativo ou de inspiração, e o fez em um fórum interativo como mídias sociais, é muito mais fácil compartilhar esse conteúdo. E porque as pessoas compartilham o que as fazem parecer legais, quanto melhor o conteúdo, maior vai ser a exposição.

O ponto chave

Então, uma tática de marketing automaticamente impede você de usar a outra? De modo nenhum. Na verdade, muitas empresas de sucesso fazem uso tanto de tanto marketing tradicional quanto de conteúdo.

Coca-Cola é um exemplo primordial disso. Esta marca é conhecida por anúncios tradicionais que contam uma história – tudo, desde o alegre Papai Noel desfrutando de uma Coca-Cola no Natal a imagens de famílias sorridentes compartilhando um refrigerante gelado. No entanto, a Coca-Cola também tem como objetivo dobrar suas vendas até 2020 com o Content 2020, um plano de marketing de conteúdo que pretende continuar esta tradição de contar histórias de uma forma mais interativa.

Considere os tipos de canais de marketing que sua empresa tem acesso, o orçamento que você dedicou às várias campanhas de marketing, o público que você precisa atingir, e qual tipo de marketing são mais propensos a serem receptivos. Em seguida, aproveite o melhor dos dois mundos!

Fonte: imasters




<< Voltar